Conheça nosso Conteúdo

NOVO TIM CONTROLE

Uma parceria da TIM com um banco digital completo.

 

Posts Recentes

bateria do celular

Bateria do celular pode ser prejudicada pelo uso na praia? Entenda!

Viagens ao litoral e férias perante o mar e a areia estão entre os programas favoritos dos brasileiros, que aproveitam a tecnologia para registrar esses momentos pela câmera de smartphones e realização de conteúdos para redes sociais. 

Contudo, sempre fica a dúvida se a bateria do celular pode ser prejudicada pelo uso do telefone móvel na praia, em razão da maresia, umidade e calor.

Afinal, o prejuízo do uso do smartphone na praia corresponde a um mito ou verdade?

Confira a resposta abaixo, assim como algumas dicas de como garantir o correto funcionamento do celular e a durabilidade da bateria!

bateria do celular

Conheça o Maistim.com.br e contrate o melhor plano de celular agora mesmo!

Bateria do celular x Praia: Há prejuízos?

Infelizmente a praia pode ser um lugar extremamente inóspito para os celulares e suas baterias.

Aliás, os fatores que podem causar prejuízos aos smartphones na praia não se concentram apenas na maresia e água do mar, mas também dizem respeito à areia e ao sol, igualmente. Portanto, são diversos os perigos oferecidos pelo litoral a um celular. Portanto, não é apenas a bateria do celular que pode sofrer danos nesses ambientes, mas o aparelho como um todo.

Porém, conforme veremos mais adiante, existem diversos cuidados que podem resguardar seu celular dos riscos que surgem ao levá-lo à praia.

Quais os perigos à bateria?

Primeiramente, a bateria do celular pode ser prejudicada pelo calor. Ele não corresponde à temperatura ambiente, mas a lugares que possam maximizá-la.

bateria do celular

Considere, por exemplo, as temperaturas máximas registradas nas praias de Rio de Janeiro no verão.  A temperatura de 45° não é capaz de prejudicar o smartphone e a bateria dele. Por outro lado, quando ele é deixado dentro de uma bolsa exposta ao sol, no painel do carro ou sobre a canga, na praia, a temperatura sobre ele pode passar dos 70ºC!

Essa temperatura, então, pode ser prejudicial à bateria e ao smartphone.

Por outro lado, a incidência de luz do sol diretamente sobre o telefone também pode prejudicar a bateria do celular, pois ela tende a estufar.

Quais os demais danos que o celular está sujeito quando está na praia?

Não é só a bateria que pode sofrer danos pelos aspectos físicos e químicos da praia. Veja outros fatores presentes no litoral e que podem ser prejudiciais aos celulares:

  • Luz solar intensa: Pode afetar a tela LCD permitindo o vazamento do cristal líquido, o que cria pontos negros sobre o visor.
  • Maresia (gotículas de água salgada presentes no ar) e água do mar: pode causar curta circuitos no celular, pois as gotículas possuem sal, um excelente condutor elétrico; também, pode gerar corrosão;
  • Areia: pode causar danos não só ao riscar a tela ou prejudicar o touch screen, mas também prejudicar as entradas para carregador de energia e fones de ouvido.

Como cuidar da bateria do celular na praia?

Apesar dos riscos oferecidos pelo litoral e beira mar aos smartphones, você não precisa abrir mão de levar seu celular para a praia. Para isso, basta que sejam tomados alguns cuidados especiais que podem garantir a segurança do seu telefone e ao mesmo tempo registrar e compartilhar todos os momentos ao sol!

Confira algumas dicas e aproveite o litoral sem colocar seu celular em risco. Aliás, todas elas são aplicáveis não apenas para a época de verão, mas para todo o ano, pois evitam diversos acidentes e prejuízos.

1.  Use capa e protetor de tela

Primeiramente, jamais vá a praia sem estar munido de uma capa protetora para o seu celular e, também, de protetor de tela. Isso evita, principalmente, as ações que a areia e as gotículas de maresia podem ter sobre o aparelho.

2.  Não deixe seu celular exposto

Outra dica importante para proteger a bateria do celular e o smartphone como um todo é jamais deixá-lo exposto ao sol, como sobre a canga ou cadeira. Isso não evita apenas furtos, mas também que ele esquente demasiadamente e sofra prejuízos diversos.

O mesmo ocorre em relação a deixá-lo em bolsas que podem esquentar gradualmente. O mais indicado é deixá-lo devidamente encapado dentro de uma sacola plástica, retirando-o apenas para quando ele realmente for ser utilizado.

3.  Cuidado com a água!

Por fim, tenha muito cuidado ao utilizar o celular próximo a água. Essas precauções incluem, também, lembrar-se de secar as mãos ao sair do mar e antes de mexer no smartphone.

Com esses cuidados é possível garantir a vida útil da bateria do celular e de seu telefone móvel e também que momentos felizes junto à praia sejam aproveitados.

Além disso, indica-se que depois de um dia na praia seu celular seja devidamente higienizado para retirar eventuais partículas de água, sal ou areia que nele tenham grudado. Para isso, basta passar no telefone um pano macio e não abrasivo levemente umedecido com álcool ou água.